quinta-feira, 30 de junho de 2011

Um Dia, de David Nicholls



 Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Editora: Editora Intrínseca
ISBN: 9788580570458
Ano: 2011
Páginas: 416
 
 

Comprei a versão em inglês quando fui pros EUA ano passado, e adorei a sinopse, mas acabei deixando ele pro fim da fila. Quando vi que ia sair o filme, pulei ele na frente pra conseguir acabar antes de chegar o filme aqui! :)

E gente, sério, é um dos melhores livros que eu já li. É difícil eu falar que um livro me impressionou de verdade, daqueles que dá vontade de indicar, dar de presente, o escambau, pra todo mundo. Até hoje, acho que o que mais tinha me impressionado foi  A Mulher Do Viajante No Tempo. Esse tá empatado!

A história de Dexter e Emma é contada de um jeito bem diferente: começa no dia em que eles se conhecem (15 de julho de 1988), na formatura da faculdade, um com 22, o outro com 23 anos. Dexter sempre galinhão, superficial até, vem de uma família rica e sempre tem muita sorte com tudo: carreira, mulherada, a família só paparica, dinheiro no bolso... Enquanto Emma cresceu numa cidadezinha do interior da Inglaterra, é cheia de ideais, gosta de política e quer ser escritora. E, por mais diferente que esses dois sejam, acabam criando um laço muito forte e ficam amigos, mesmo depois da separação da formatura.

E nesse mesmo 15 de julho, a cada ano, durante vinte anos, a gente vê como está a amizade deles, e a vida dos dois. Achei muito legal, porque além de acompanhar a evolução (e às vezes involução) da amizade dos dois, a gente vê eles crescendo, passando de recém-formados pro primeiro emprego, a fase do desespero com a carreira, as decisões que eles vão tendo que fazer pra conseguir realizar os sonhos (e como esses sonhos mudam também, e muito, com o tempo).

Quem tem um melhor amigo há muito tempo sabe como é difícil manter contato depois que as nossas vidas vão cada uma pra um rumo, mas como vale a pena quando a gente se esforça e consegue manter contato sempre! Nada substitui um amigo de verdade, em qualquer época da visa. E é disso, basicamente, que Um Dia fala. PERFEITO!

0 comentários:

Postar um comentário

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Um Dia, de David Nicholls

Postado por Xu às 15:06


 Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Editora: Editora Intrínseca
ISBN: 9788580570458
Ano: 2011
Páginas: 416
 
 

Comprei a versão em inglês quando fui pros EUA ano passado, e adorei a sinopse, mas acabei deixando ele pro fim da fila. Quando vi que ia sair o filme, pulei ele na frente pra conseguir acabar antes de chegar o filme aqui! :)

E gente, sério, é um dos melhores livros que eu já li. É difícil eu falar que um livro me impressionou de verdade, daqueles que dá vontade de indicar, dar de presente, o escambau, pra todo mundo. Até hoje, acho que o que mais tinha me impressionado foi  A Mulher Do Viajante No Tempo. Esse tá empatado!

A história de Dexter e Emma é contada de um jeito bem diferente: começa no dia em que eles se conhecem (15 de julho de 1988), na formatura da faculdade, um com 22, o outro com 23 anos. Dexter sempre galinhão, superficial até, vem de uma família rica e sempre tem muita sorte com tudo: carreira, mulherada, a família só paparica, dinheiro no bolso... Enquanto Emma cresceu numa cidadezinha do interior da Inglaterra, é cheia de ideais, gosta de política e quer ser escritora. E, por mais diferente que esses dois sejam, acabam criando um laço muito forte e ficam amigos, mesmo depois da separação da formatura.

E nesse mesmo 15 de julho, a cada ano, durante vinte anos, a gente vê como está a amizade deles, e a vida dos dois. Achei muito legal, porque além de acompanhar a evolução (e às vezes involução) da amizade dos dois, a gente vê eles crescendo, passando de recém-formados pro primeiro emprego, a fase do desespero com a carreira, as decisões que eles vão tendo que fazer pra conseguir realizar os sonhos (e como esses sonhos mudam também, e muito, com o tempo).

Quem tem um melhor amigo há muito tempo sabe como é difícil manter contato depois que as nossas vidas vão cada uma pra um rumo, mas como vale a pena quando a gente se esforça e consegue manter contato sempre! Nada substitui um amigo de verdade, em qualquer época da visa. E é disso, basicamente, que Um Dia fala. PERFEITO!

0 comentários on "Um Dia, de David Nicholls"

Postar um comentário